Indique esta página!

 

 

Afinal, o que é Espiritismo?

Biografia de alguns Espíritos Benfeitores

Por que o Espiritismo?

O Codificador

 

Fundamentos da Doutrina Espírita

 

"Crer num Deus todo-poderoso, soberanamente justo e bom; crer na alma e na sua imortalidade, na preexistência da alma como única justificativa da presente existência; na pluralidade das existências como meio de expiação, reparação e adiantamento intelectual e moral; na perfectibilidade dos seres mais imperfeitos; na felicidade crescente com a perfeição; na remuneração equitativa do bem e do mal, segundo o princípio: a cada um segundo as suas obras; na igualdade da justiça para todos, sem exceções, favores nem privilégios para criatura alguma; na duração da expiação limitada à da imperfeição; no livre-arbítrio do homem, deixando-lhe a escolha entre o bem e o mal; crer na continuidade das relações entre o mundo visível e o mundo invisível; na solidariedade que liga todos os entes passados, presentes e futuros, encarnados e desencarnados; considerar a vida terrestre como transitória e uma das fases da vida do Espírito, que é eterna; aceitar corajosamente as provas, visto ser o futuro mais desejável que o presente; praticar a caridade por pensamentos, palavras e obras, na mais ampla acepção do vocábulo; esforçar-se cada dia para ser melhor do que na véspera, extirpando da alma alguma imperfeição; submeter todas as suas crenças ao controle do livre exame e da razão e nada aceitar por uma fé cega; respeitar todas as crenças sinceras, por mais irracionais que nos pareçam e não violentar a a consciência de ninguém; ver enfim, nas descobertas da Ciência, a revelação das leis da Natureza, que são as leis de Deus". (ALLAN KARDEC, in REVUE SPIRITE - DEZ/1868)

 

Por que o Espiritismo? (topo)

                                                           Emmanuel

" Não procures repouso em momentos vazios, inércia simplesmente é começo de angústia." (Emmanuel)

Todas as religiões são parcelas da verdade.
Todas as religiões - caminhos para Deus - são bênçãos e luzes da Humanidade para a Humanidade.

Então, indagar-se-á : Por que o Espiritismo?

Tentemos esclarecer, porém, que as religiões tradicionais, embora veneráveis, jazem comprometidas com preconceitos de dogmas que, até certo ponto, lhe são necessários à função e à estrutura. No âmbito delas, a criatura se satisfaz, até que a indagação lhe exija vôos para além das constrições impostas pela autoridade humana ou até que a dor estilhace o invólucro de crenças úteis, mas superficiais, no qual se acomoda à estreitezas de vistas.
Desde o século XIX a ciência experimental e filosofia especulativa partiram para novos entendimentos, multiplicando descobertas e invenções que mudaram completamente a face externa dos povos. Entretanto, por outro lado, o sofrimento e a morte continuam os mesmos.
Impõe-se demonstrar ao homem que todos os avanços de que dispõe para senhorear a natureza exterior, não o exoneram do auto conhecimento. Para conhecer-nos, porém, com o devido proveito, necessitamos de religião que nos integra na responsabilidade de viver e agir, porquanto, sem religião, o homem não passa da condição de animal aperfeiçoado, impelido a cair no mesmo nível dos animais inferiores.

A DOUTRINA ESPÍRITA é aquele Consolador prometido às criaturas pelo Divino Mestre, consagrado a explicar-lhes, em momento oportuno, as verdades eternas; e, pelas verdades eternas que o Espiritismo nos descortina, sabemos positivamente que não há morte e que a Justiça da Vida funciona acima de tudo, na consciência de cada um. Deus é amor. A vida é imperecível. O espírito é imortal. A Terra é um dos múltiplos lares da imensidade cósmica.

A Humanidade é só uma família. Cada criatura é responsável por si e cada um de nós é artífice do próprio destino.
Devemos a nós mesmos o bem ou o mal, a vitória ou a derrota que nos assinalem os dias.

Temos, assim, na DOUTRINA ESPÍRITA, Religião da Sabedoria do Amor, vigentes em quaisquer plagas do Universo, a restabelecer o nosso reencontro com o Evangelho de Jesus.

De posse dela, qualquer de nós está habilitado a acertar, regenerar, construir, melhorar e aperfeiçoar com o bem, onde, como e quando quiser.
Na porta da luz da Nova Revelação, estamos defrontados pela presença renovadora do Cristo de Deus. Sigamos adiante com Ele e, segundo a promessa d'Ele próprio, o amor guiar-nos-á para a luz e a verdade nos fará livres.
Emmanuel
(Página recebida pelo Médium Francisco Cândido Xavier)


O Codificador
(topo)

ALLAN KARDEC - Esboço biográfico e curiosidades

(Reprodução do artigo originalmente escrito por Roberto de Souza - www.espirito.org.br)

1. QUANDO E ONDE NASCEU ALLAN KARDEC ?
Em Lyon, na França, aos 03 de outubro de 1804, filho de Jacan Baptiste Antoine Rivail e de Jeanne Louise Duhamel. Batizado pelo padre Barthe a 15 de junho de 1805 na igreja Saint Denis de la Croix-Rousse.
2. QUAL SEU VERDADEIRO NOME ?
Hyppolite Léon Denizard Rivail
3. ONDE FOI BUSCAR O PSEUDÔNIMO DE ALLAN KARDEC ?
Um espírito lhe revelou que haviam vivido juntos entre os Druidas, na Gália, e então o Codificador
se chamava Allan Kardec.

4. ONDE KARDEC FEZ SEUS PRIMEIROS ESTUDOS ?
Em Lyon, na França
5. ONDE COMPLETOU SEUS ESTUDOS ?
Em Yverdun, na Suiça.
6. QUE FUNDOU KARDEC À RUA SÉVRES,35 ?
Um estabelecimento de ensino nos moldes do de Pestalozzi, grande educador, amigo de Kardec.
7. COM QUEM SE CASOU ALLAN KARDEC ?
Com a professora Amélie Boudet
8. COM QUEM KARDEC SE ASSOCIOU, EM SEU COLÉGIO, À RUA SÉVRES,35?
Com um tio materno.
9. QUE LHE ACONTECEU ?
O tio de Kardec, amante do jogo, perdeu grandes quantias, o que obrigou Kardec a liquidar o estabelecimento, cabendo a cada um 45.000 francos. Essa importância foi depositada na casa de um amigo, que faliu, perdendo Kardec todo o seu dinheiro.
10. COMO PASSOU A VIVER KARDEC ?
Fazia a contabilidade de casas comerciais e escrevia obras didáticas.
11. KARDEC OBTINHA LUCRO COM SUAS OBRAS DIDÁTICAS ?
O suficiente para ter uma vida despreocupada.
12. QUAIS AS PRINCIPAIS OBRAS DE KARDEC, ANTES QUE ELE CONHECESSE O ESPIRITISMO ?
Foram: Plano para o Melhoramento da Instrução Pública(1828); Curso Prático e Teórico de Aritmética, segundo o Método de Pestalozzi e para uso dos professores e das mães de família(1829); Gramática Clássica Francesa(1831); Manual para Exames de Capacidade; Soluções Racionais de Questões e Problemas de Aritmética e Geometria(1846); Programas dos Cursos ordinários e Física, Química, Astronomia e Fisiologia(que Kardec fazia no Liceu Plimático); Pontos para os Exames do Hotel de Ville e da Sorbone, acompanhados de Instruções Especiais sobre as dificuldades Ortográficas(1849).
13. QUEM ERA O SR. FORTIER ?
Um estudioso do magnetismo e amigo de Kardec.
14. QUANDO KARDEC OUVIU, PELA PRIMEIRA VEZ, FALAR DAS "MESAS GIRANTES"?
Em 1854 .
15. QUE RESPOSTA INCRÉDULA KARDEC DEU A FORTIER ?
Eu só acreditaria, quando ver e quando me tiverem provado que uma mesa tem cérebro para pensar, nervos para sentir e que se possa tornar sonâmbula. Até lá, permita-me que só veja nisso uma história para provocar o sono.
16. QUAL A RELIGIÃO DE KARDEC, ANTES DE CONHECER O ESPIRITISMO ?
Protestante.
17. QUANDO E ONDE KARDEC ASSISTIU PELA PRIMEIRA VEZ , OS FENÔMENOS DAS "MESAS GIRANTES "?
Foi em maio de 1855, em casa de Mme Plainemaison, a convite do Sr. Pâtier.
18. DEPOIS DAS REUNIÕES EM CASA DE PLAINEMAISON ONDE KARDEC PROSSEGUIU EM SUAS OBSERVAÇÕES ?
Na casa do Sr. Baudin .
19. QUE MÉTODO KARDEC APLICOU AOS FENÔMENOS QUE ASSISTIA ?
O método experimental e foi quando fez os primeiros estudos sérios sobre o Espiritismo.
20. QUAL FOI O RESULTADO DE SUAS PRIMEIRAS OBSERVAÇÕES ?
1- Que o espíritos, sendo as almas dos homens, não tinham nem a soberana sabedoria, nem a soberana ciência.
2-Que o seu saber era limitado ao grau de seu adiantamento, e que sua opinião não tinha senão o valor de uma opinião pessoal. Isto preservou Kardec de formular teorias prematuras, apenas com a comunicação de um só de alguns espíritas.
21. KARDEC ESTEVE NA IMINÊNCIA DE ABANDONAR SUAS OBSERVAÇÕES ? POR QUE ?
Sim Kardec, a princípio, não se entusiasmou pelo fenômeno, pois, estava absorvido por outras preocupações no momento.
22. QUEM O ACONSELHOU A PERSEVERAR ?
Foram os Srs. Carlotti, René Taillandier, Thiedman-Mantêse Sardau e o editor Didier.
23. QUE ENTREGARAM ESSES SRS. A KARDEC ? POR QUE ?
Entregaram a Kardec 50 cadernos de comunicações recebidas em 5 anos, pois conheciam bastante o seu poder de síntese e de ordenação.
24. QUE DISSE A KARDEC O ESPÍRITO Z, EM SUA COMUNICAÇÃO ?
Disse-lhe que haviam vivido juntos, entre os druidas, e então o Codificador se chamava ALLAN KARDEC .
25. DISPOSTO KARDEC À OBRA DE SINTETIZAR E COORDENAR OS 50 CADERNOS, QUE RUMO TIVERAM AS SESSÕES DO SR. BAUDIN ?
As sessões então passaram a ter um objetivo determinado e Kardec, propunha aos Espíritos uma série de perguntas já preparadas e metódicamente dispostas. As perguntas versavam sobre Filosofia, Psicologia e natureza do mundo invisível.
26. ESSE TRABALHO DE KARDEC MAIS TARDE AMPLIADO E MELHORADO, QUE LIVRO VEIO A FORMAR ?
O livro dos Espíritos .
27. KARDEC VERIFICAVA, MAIS DE UMA VEZ, AS COMUNICAÇÕES QUE OBTINHA E AS QUE LHE VINHAM ÀS MÃOS ?
Sim, Kardec verificava diversas vezes as comunicações obtidas e as questões mais melindrosas eram submetidas a vários espíritos através de vários médiuns .
28. QUANDO FOI PUBLICADO O LIVRO DOS ESPÍRITOS ?
18 de abril de 1857 .
29. QUE DE EXTRAORDINÁRIO MARCA O LIVRO DOS ESPÍRITOS ?
A verdadeira fundação do Espiritismo data do aparecimento do Livro dos Espíritos.
A Doutrina só possuia elementos esparsos, sem coordenação e cujo alcance não tinha sido compreendido por todos . Com o Livro dos Espíritos o Espiritismo prendeu a atenção dos homens sérios e adquiriu rápido desenvolvimento. Outrossim, a clareza de estilo de Kardec no Livro dos Espíritos contribui enormemente para o sucesso da obra.
30. KARDEC SOFREU INGRATIDÕES E CALÚNIAS ?
Sim os despeitados e ingratos acusaram-no de conseguir dinheiro com as novas idéias que pregava.
31. QUANDO FOI FUNDADA A "SOCIEDADE ESPÍRITA DE PARIS" ?
Em 10 de abril de 1858 .
32. KARDEC FAZIA VIAGENS DE PROPAGANDA DOUTRINÁRIAS ?
Sim, Allan Kardec utilizava todas as suas folgas para viagens de propaganda, na França e na Bélgica.
33. QUANDO APARECEU O LIVRO DOS MÉDIUNS ?
Na primeira quinzena de janeiro de 1861 .
34. QUE FOI O "AUTO DE FÉ DE BARCELONA" ?
O Auto de Fé de Barcelona foi a queima, em praça pública, em Barcelona, Espanha, de 300 volumes de obras espíritas, que Kardec remetera ao livreiro Maurício Lachâtre, em 09 de outubro de 1861, às 10:30 horas.
35. QUEM ERA MAURÍCIO LACHÂTRE ?
Um livreiro estabelecido em Barcelona. Foi um grande propagandista do Espíritismo na Espanha.
36. QUANDO APARECEU O EVAGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO ?
Em abril de 1864.
37. QUANDO KARDEC PUBLICOU O LIVRO "O CÉU E O INFERNO" ?
Em 10 de agosto de 1865.
38. KARDEC ACORDAVA CEDO ?
Em qualquer época do ano às 04:30 da manhã, e foi advertido pelos espíritos por causa de seus trabalhos excessivos, repetidas vezes.
39. QUE PUBLICOU KARDEC EM JANEIRO DE 1868 ?
A Gênese. Constitui, do ponto de vista científico, a síntese dos 4 primeiros volumes já publicados.
Após a publicação deste livro, Kardec dedicou-se ao projeto de organização do Espiritismo.
40. PARA QUE KARDEC CONTRAIU UM EMPRÉSTIMO DE 50.000 FRANCOS?
Para construir, à Av. Ségur, seis casas para se recolher a uma delas, na velhice.
Após sua morte, as casas serviriam de asilo aos espíritas pobres.
41. QUANDO KARDEC DESENCARNOU ?
Em 31 de março de 1869, aos 65 anos.
Foram pronunciados 04 discursos por ocasião de seu sepultamento : Sr. Levant ( pela Sociedade Espírita de Paris) - Camilo Flammarion - Sr. Alexandre Délanne (pelos Centros Espíritas distantes) e do Sr. Muller ( pela família de Kardec ).
42. QUAL A IDADE DE AMÉLIA BOUDET, SUA ESPOSA (foto), POR OCASIÃO DA MORTE DE KARDEC E ATÉ QUANDO LHE SOBREVIVEU ?
Tinha 74 anos e desencarnou 14 anos mais tarde, aos 21 de janeiro de 1883, com a idade de 89 anos.

 

 

Voltar ao topo da página

© 2005 - Centro Espírita Casa de Emmanuel

www.casadeemmanuel.org.br